A ACIBARRA (Associação Comercial e Industrial da Barra da Tijuca) lança seu jornal e apresenta Projeto Barra Presente.

Na última sexta-feira, 10 de maio, a Acibarra – Associação Comercial e Industrial da Barra da Tijuca , reuniu a sociedade civil, autoridades e empresários da região da Barra da Tijuca para um Almoço Empresarial no Baby Beef Barra, para o lançamento do Jornal Acibarra e para a apresentação de Proposta de Expansão da Operação Segurança Presente para o bairro da Barra da Tijuca.

O evento contou com a participação do Secretário do Governo do Estado, Gutemberg de Paula Fonseca; do Major Carlos Eduardo Falconi, Superintendente das Operações Segurança Presente, Lei Seca e Barreira Fiscal (SEGOV); e do Tenente-coronel Luiz Carlos Segala, comandante do 31º Batalhão da Polícia Militar ( Barra da Tijuca, Itanhangá, Joá, Recreio dos Bandeirantes, Barra de Guaratiba, Camorim, Grumari, Vargem Grande e Vargem Pequena).

O Projeto Barra Presente tem como prioridades: reduzir os altos índices de violência na Barra da Tijuca, principalmente o número de assaltos, roubos de veículos, ataques ao comércio; oferecer melhor atendimento aos usuários do BRT; remover moradores de rua, das estações do BRT, das praças e calçadas e, também, acabar com o assédio de ambulantes nos sinais de trânsito do bairro.

O Projeto será gerido pela Secretaria de Estado de Governos/PM, financiado pela iniciativa privada e administrado pela Secretaria de Estado e Governo, além de um representante da comunidade. Além disso, terá assistentes sociais, psicólogos e servidores da Justiça para atendimento aos moradores de rua, onde o policiamento contará com efetivo reforçado.

Com uma plataforma de monitoramento online e operando dia e noite, o Projeto Barra Presente terá o mesmo êxito de outros bairros da Cidade, onde já se registra uma recuperação de 30% do movimento no comércio e no turismo, segmentos muito afetados com assaltos, roubos e ataques.

Assim, a integração dos serviços de segurança pública e assistência social garantirão: menos assaltos, menos roubos de veículos, menos ataques ao comércio, menos moradores de rua, menos ambulantes nos sinais e coletivos, recuperação do comércio, a volta do turismo, melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *